Com clipe gravado em Gramado, multi-instrumentista gaúcho lança sigle “Fire”

Com clipe gravado em Gramado, multi-instrumentista gaúcho lança sigle “Fire”

Aos 22 anos, o multi-instrumentista gaúcho Rafael Witt lançou nesta sexta-feira, 10 de julho, o seu quarto single desde março, quando começou o período de isolamento social.

 

“Fire”

Assim como “Maybe Tomorrow”, “Space &Time” e “Midnight Ballad”, “Fire” é uma balada romântica no melhor estilo Folk Pop acústico. “Ela tem um refrão intenso e é perfeita para ser ouvida no inverno”, afirma Rafael.

Fire é parte de um conjunto de sete singles gravados por Rafael no Dharma Studios, em São Paulo, no início de 2020 – todos eles com composições e arranjos próprios. Trabalho de estreia do músico no cenário do flk pop internacional, as músicas começariam a ser divulgadas em março, quando a pandemia começou. “Diante desse cenário, acabei intensificando ainda mais a estratégia dos lançamentos pelas redes sociais e pelas plataformas digitais”, destaca.

A combinação entre a música e a estação climática fica evidente quando se assiste ao clipe gravado no Hotel Varanda das Bromélias, em Gramado, e já disponível no canal no YouTube. “De certa forma, o clipe ilustra o sentido da composição e do arranjo”, explica o músico que compõe ao violão, mas não descarta seus talentos com piano, baixo, bateria, ukulele e banjo para criar suas melodias

Divulgado em 10 de março, o primeiro single, “Maybe Tomorrow”, já tem 50 mil streams no Spotify – o clipe, no YouTube, chega a
1,6 mil visualizações. Além disso, o perfil de Rafael Witt já tem quase cinco mil ouvintes mensais. Para quem decidiu se dedicar à música de forma mais profissional há apenas poucos meses, esse já é um começo animador. “Toco violão desde pequeno e sempre usei a música como uma forma de expressão, mas nunca achei que pudesse ter uma carreira profissional. Depois de cursar Engenharia Mecânica e Relações Internacionais e, principalmente, depois de morar fora do País e de ter contato com muitas influências diferentes, eu percebi que é na música que me realizo”, conta.

Rafael Witt

Natural de Caxias do Sul, Rafael é poliglota – fala inglês, alemão, francês e espanhol – e, por isso, tem facilidade para compor em outros idiomas. Essa facilidade ficou ainda mais evidente depois que o músico morou na Alemanha, onde ampliou o repertório de referências para suas composições e arranjos.

Além de artistas internacionais consagrados, como John Mayer, Ed Sheeran, Shawn Mendes, Jack Johnson, Bruno Major, Finneas O’Connell, Phillip Phillips, Mumford & Sons e Arctic Monkeys, o gaúcho tem como referências artistas nacionais como a banda Legião Urbana, Seu Jorge, Tiago Iorc e
Gustavo Bertoni. “A cada lugar que vou, procuro ouvir os mais variados tipos de som, o que acaba dando ao meu trabalho um caráter mais multicultural”, explica Rafael, que planeja lançar a partir de outubro as três últimas faixas gravadas em São Paulo.

Acompanhe o trabalho do Rafael no https://www.instagram.com/rafaelvwitt/ e no https://www.youtube.com/channel/UC1hv6jemYJmbVhrGhbhiX2w

Deixe um comentário